Funbio

Funbio abre processo para contratação de consultor individual para elaboração de diagnóstico e estudo de viabilidade financeira para as cadeias de Manejo Florestal Madeireiro e Não Madeireiro (MFS-M e MFS-NM) em território específico (região da Bacia Amazônica, caracterizada pela ocorrência do rio Madeira, nos municípios de Porto Velho, Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste e Cujubim, além da área parcial do município de Nova Mamoré) do estado de Rondônia.

O Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), executado desde 2003 com alto grau de sucesso, é considerado o maior projeto de conservação de florestas tropicais do mundo, com o objetivo de apoiar a consolidação de 60 milhões de hectares da Amazônia brasileira em unidades de conservação (UCs).  Um grande desafio a ser enfrentado é a manutenção destas áreas no longo prazo, conforme estratégia refletida na Iniciativa Arpa para a Vida, no qual as unidades consolidadas pelo programa receberão recursos por mais 25 anos.

O Funbio abre processo e convida consultores individuais interessados em participar do processo seletivo que se manifestem até o dia 13 de Março de 2017, enviando os seus CVs, detalhando suas qualificações para desempenhar o serviço solicitado.

Como especificado acima, a abrangência da consultoria a ser contratada tem como foco região da Bacia Amazônica, caracterizada pela ocorrência do rio Madeira e que delimita-se ao estado de Rondônia, nos municípios de Porto Velho, Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste e Cujubim, além da área parcial do município de Nova Mamoré.

Portanto, o desenvolvimento dos serviços a serem contratados objetiva alcançar:

  • Retrato atual (destinação econômica e caracterização de uso) das áreas florestais na área de abrangência indicada, sua condição florestal/ambiental e status legal (instrumentos jurídicos de regulamentação da propriedade e uso);
  • Identificação e diagnóstico dos planos de manejo florestal, madeireiro (MFS-M) e não madeireiro (MFS-NM), sejam esses existentes (elaborados, mas não implementados), em execução ou já finalizados (exploração encerrada);
  • Identificação, análise e considerações sobre as diferentes cadeias de produção florestal relacionadas aos MFS-M e MFS-NM;
  • Proposta de planejamento estratégico, respaldado por um estudo de viabilidade para a alavancagem, o desenvolvimento e a manutenção de negócios do setor florestal para os atuais e novos projetos pautados pelas boas práticas de MFS-M e MFS-NM;

O profissional deve ter qualificações conforme abaixo:

         1. Formação Acadêmica:

      Nível superior completo em alguma das seguintes áreas: economia, administração, engenharia, biologia, agronomia, ou áreas afins;

  • Pós-graduação em alguma das seguintes áreas: economia, administração, engenharia, biologia, agronomia, ou áreas afins;
  • Formação/Experiência acadêmica relacionada com a temática de MFS-M e MFS-NM;
  • Conhecimento sobre MFS-M e MFS-NM; planos de negócio e planejamento estratégico para atividades produtivas socioambientaise financiamento de atividades produtivas socioambientais.
  • Conhecimento em instrumentos financeiros e econômicos e desenvolvimento de estratégias financeiras (aplicação de recursos) são desejáveis.

    2. Experiência Profissional:

  •  Experiência profissional comprovada de pelo menos 5 anos na área socioambiental;
  • Experiência profissional comprovada de pelo menos 5 anos com a temática de MFS-M e MFS-NM;

Somente serão analisados os CVs dos candidatos que preencham os requisitos técnicos constantes no parágrafo acima.

Nessa fase não é necessário o envio de nenhuma proposta comercial, pois o intuito é conhecer o potencial e o currículo dos candidatos interessados. Também não será divulgado o Termo de Referência (TdR) e não será elucidado possíveis dúvidas sobre o escopo dessa contratação.

O  deverão ser enviados por e-mail para jose.mauro@funbio.org.br, identificados como “Manifestação de Interesse – Viabilidade financeira – NOME do Consultor”.

Os recursos advêm dos acordos BR-T1287 e BR-T1293 assinados entre o BID e o Funbio para a implementação do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) fase II. O método de seleção empregado será o de Consultoria Individual – CI, definido nas Políticas para Seleção e Contratação de Consultores Financiadas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento GN 2350-9.

O Funbio entrará em contato solicitando proposta somente com o candidato cuja qualificação estiver compatível com o perfil solicitado.