Funbio

Áreas Protegidas da Amazônia – Arpa

O Que é

Criado em 2002 pelo Governo Federal, o programa Arpa é a maior iniciativa de proteção de florestas tropicais do mundo. A principal meta é a conservação e uso sustentável de 60 milhões de hectares – 15% da região amazônica – até 2039. O Funbio é o gestor dos recursos financeiros, realiza as atividades de aquisições e contratações para as Unidades de Conservação (UCs), e faz a gestão do Fundo de Transição (FT).

A iniciativa foi dividida em três fases, a primeira teve início em 2003 e terminou em 2010 com um aporte total de US$ 55,2 milhões, que resultou no apoio a criação de 46 UCs em mais de 24 milhões de hectares. A segunda teve início em 2010, aportou US$ 54,2 milhões e está previsto para terminar em 2017. Para a terceira fase que vai durar de 25 anos foi criado o Fundo de Transição, que conta com uma doação total de US$ 123 milhões, e tem o objetivo de alavancar novos recursos, na medida em que recursos governamentais são elevados gradativamente até a cobertura integral dos custos das UCs. Até 2039, o Arpa espera que o governo assuma 100% o financiamento dos 60 milhões de hectares.

Resultados

O programa atendeu 30 projetos de integração comunitária do entorno de 30 UCs, promoveu a gestão e a consolidação de 95 (84 na Fase II e 11 no FT) e aumentou as áreas protegidas que recebem suporte para um total de 114.

Leia o nosso Relatório Anual e saiba mais sobre as atividades do Funbio no Arpa.

Clique aqui e veja o resultado da chamada de planos de ação comunitários

Clique aqui e veja a lista completa de contratações realizadas pelo Arpa de 2005 a 2015.

Clique aqui e saiba mais sobre o Fundo de Transição.

Clique aqui para acessar as últimas prestações de contas.

 Visite o site do Arpa para conhecer mais detalhes sobre o programa (http://programaarpa.gov.br/).

Unidades de Conservação Apoiadas pelo Arpa

barra de parceiros

 

kit_banner_234x60_