BOLSAS FUNBIO – CONSERVANDO O FUTURO 2018

voltar

Descrição do projeto

  

Confira a publicação do resultado.

02 de janeiro de 2019

 

Clique aqui para acessar a lista abaixo em formato PDF

 

Nome completo do pesquisador

Instituição da Pós-graduação Categoria da Bolsa Título da pesquisa

Bioma principal da pesquisa

Amana Guedes Garrido Universidade Federal do Rio de Janeiro Doutorado Recomposição da comunidade de zooxantelas simbiontes do hidrocoral Millepora alcicornis após um evento de anomalia térmica Marinho
Ana Carolina Brasileiro Melo Universidade Federal do Ceará Doutorado PADRÕES DE DIVERSIDADE E REDES DE INTERAÇÃO NA ASSEMBLEIA DE LAGARTOS (SQUAMATA: LACERTILIA)  EM UM GRADIENTE DE PERTURBAÇÃO ANTRÓPICA Caatinga
Ana Cláudia Piovezan Borges Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Doutorado Efeitos de cenários de mudanças climáticas sobre Aedes aegypti: implicações para saúde e conservação da biodiversidade Cerrado
André Luis Sousa Gonçalves Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA Doutorado Padrões espaço-temporais na ocorrência de pequenos felinos amazônicos em resposta a fatores bióticos a abióticos Amazônia
Andrei Langeloh Roos Universidade Federal de Santa Catarina Doutorado Qualidade do habitat e conectividade na conservação da biodiversidade na Mata Atlântica do sul do Brasil: aves como modelo de análise Mata Atlântica
Daniele Duarte Kulka Universidade Federal de Pernambuco Doutorado Perturbações antrópicas e a produtividade da floresta seca da Caatinga Caatinga
Denes Ferraz de Souza Universidade Estadual de Goiás Doutorado Contribuição dos ambientes úmidos para a biodiversidade de anfíbios anuros no Cerrado Cerrado
Diego Oliveira Brandão Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Doutorado Estudo de alterações na distribuição de espécies vegetais de valor econômico na Amazônia em resposta às mudanças climáticas e seu impacto na fundamentação de novos modelos de uso dos recursos da biodiversidade em longo prazo Amazônia
Elielton da Silva Araújo Universidade Federal da Bahia Doutorado Avaliação de tensores antrópicos e proposta de restauração ecológica em bosques de mangues na Bahia, Brasil Mata Atlântica
Guilherme Cândido de Campos Tebet Universidade Federal de Santa Catarina Doutorado POPULAÇÕES TRADICIONAIS, TERRITÓRIOS e DESENVOLVIMENTO: O CASO DAS RESERVAS EXTRATIVISTAS NO SUL E SUDESTE DO BRASIL Mata Atlântica
Hermínio Alfredo Leite Silva Vilelah Universidade Federal da Paraíba Mestrado SELEÇÃO DE HABITAT E DISPONIBILIDADE DE RECURSOSDE Myrmotherula snowi TEXEIRA & GONZAGA, 1985 (AVES, THAMNOPHILIDAE), UMA ESPÉCIE CRITICAMENTE AMEÇADA DE EXTINÇÃO Mata Atlântica
Hugo Cardoso de Moura Costa Universidade Estadual de Santa Cruz Doutorado O queixada (Tayassy pecari) como espécie paisagem para o planejamento da conservação de mosaicos naturais de várzea e terra-firme na Amazônia Amazônia
Itaragil Venâncio Marinho Universidade Federal da Paraíba Doutorado Avaliação de Vinho Envelhecido com Uso de Madeiras Nativas da Caatinga Caatinga
Kyara Martins Formiga Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA Doutorado Variabilidade genética e distribuição geográfica da piramutaba – Brachyplatystoma vaillantii (valenciennes, 1840) (siluriformes:pimelodidae) na Amazônia brasileira e peruana Amazônia
Leandro Nolé Eduardo Universidade Federal Rural de Pernambuco Doutorado DECIFRANDO A ICTIOFAUNA MESOPELÁGICA DO NORDESTE DO BRASIL Marinho
Lidia Farias Martins INPA Doutorado Integrando bases ecológicas e genômicas da adaptação de lagartos às mudanças climáticas para prever o futuro de populações de formações abertas da Amazônia. Amazônia
Ludmila Hufnagel Regis Diniz Maia Universidade Federal de Minas Gerais Doutorado Efetividade das áreas protegidas para a conservação de mamíferos de médio e grande porte Mata Atlântica
Marcio Baldissera Cure Universidade Federal de Santa Catarina Doutorado Estados alternativos funcionais, mecanismos de feedback e resiliência da vegetação tropical Cerrado
Mariáh Leite Tibcherani Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Doutorado Influência do pulso de inundação em formigas subterrâneas (Hymenoptera: Formicidae) do Pantanal Pantanal
Marina Ribeiro Corrêa Universidade de São Paulo Mestrado Serviços Ecossistêmicos e suas vulnerabilidades às Mudanças Climáticas: desafios para a  gestão ecossistêmica de praias Marinho
Matheus Camargo Silva Mancini Universidade Federal de Lavras Doutorado Traços funcionais – uma abordagem para avaliar a sensibilidade de morcegos a alterações na paisagem Mata Atlântica
Nayara Oliveira Cruz Universidade Federal do Rio Grande do Sul Doutorado REPRODUÇÃO IN VITRO E CONGELAMENTO DE GAMETAS COMO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA CONSERVAÇÃO DO CORAL-CÉREBRO Mussismilia harttii (Verrill, 1868) E RECUPERAÇÃO DE RECIFES DEGRADADOS Marinho
Norah Costa Gamarra Universidade Federal de Alagoas Doutorado Assets de Áreas Protegidas: uma nova abordagem conciliando conservação e desenvolvimento local Marinho
Pedro Henrique Campêlo Universidade de Brasília Doutorado A Hipótese Centro-Periferia e a herpetofauna do Cerrado Cerrado
Rosângela Gonçalves Rolim Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Doutorado Restauração do bioma Pampa: avaliação de espécies prioritárias Pampa
Thainá Lessa Pontes Silva Universidade Federal de Alagoas Mestrado Nova ferramenta para gestão de Áreas de Protegidas: mapeando assets e práticas de geração de valores. Mata Atlântica
Thiago Roberto Soares Vieira Universidade Federal de Sergipe Doutorado Em defesa do patrimônio genético: estratégias de conservação da mangabeira (Hancornia speciosa gomes) no estado de Sergipe Mata Atlântica
Vinicius Alberici Roberto Universidade de São Paulo Doutorado Efeitos das estradas nos mamíferos de médio e grande porte do Cerrado Cerrado
Viviane Zulian Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS Doutorado Abundância e distribuição global do papagaio-de-peito-roxo, Amazona vinacea: Uma análise estatística com integração de dados de diferentes fontes. Mata Atlântica

 

Para celebrar nossos 22 anos e o Dia Mundial do Meio Ambiente, lançamos hoje o programa “Bolsas Funbio – Conservando o Futuro”, para o qual será destinado R$ 1 milhão. A iniciativa apoiará exclusivamente pesquisas de campo, e as bolsas serão concedidas a mestrandos e doutorandos em instituições reconhecidas pelo MEC. Os trabalhos deverão estar relacionados a um dos seguintes eixos temáticos: (1) conservação e uso sustentável da biodiversidade (2) recuperação de paisagens e áreas degradadas (3) conservação e manejo sustentável de fauna e flora (4) gestão territorial para a proteção da biodiversidade (5) mudanças climáticas e conservação da biodiversidade. Os valores máximos são de R$ 20 mil (mestrado) e R$ 40 mil (doutorado). Nesta primeira edição, o programa conta com a parceria do Instituto Humanize, que contribuiu com R$ 500 mil.

“As bolsas viabilizarão pesquisas de campo, de central importância para o avanço do conhecimento. Com isso, esperamos contribuir para a formação de uma nova geração de líderes que estarão à frente do trabalho de conservação no Brasil. Essa é a principal proposta das bolsas, alinhadas com a missão do Funbio de aportar recursos estratégicos para a conservação da biodiversidade”, diz Rosa Lemos de Sá, Secretária-Geral do Funbio.

“Acreditamos que a sustentabilidade está indissociavelmente ligada ao desenvolvimento humano. É fundamental apoiar um programa de bolsas com foco na formação de futuros líderes dedicados ao trabalho de conservação e uso sustentável da biodiversidade. No Funbio encontramos um parceiro que se alinha aos nossos esforços e por isso estamos animados para lançar o programa “Conservando o Futuro”. O meio ambiente precisa e merece um capital humano de qualidade e comprometido com a causa”, afirma a diretora executiva do Humanize”, Georgia Pessoa.

A seleção dos projetos será feita por um comitê de especialistas, que avaliará as propostas, enviadas por meio de formulário que estará disponível aqui a partir de 15 de junho. As inscrições estarão abertas até o dia 31 de agosto de 2018.

“Bolsas Funbio – Conservando o Futuro” lançará chamadas de projetos anualmente, e representa um estímulo à pesquisa científica e tecnológica nacional. O programa valoriza a diversidade, e as bolsas considerarão todas as regiões do país.

Situação

Em Andamento

Bioma

Marinho Costeiro, Pampa, Amazônia, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica, Caatinga

Parceiros

Nome da empresa