FUNDO KAYAPÓ

voltar

O que é

Foto: Funbio

 

O Arco do Desmatamento, região que vai do Pará ao Acre, constituí, segundo o Ministério do Meio Ambiente, cerca de 70% do desmatamento da Amazônia Legal brasileira. A chegada de estradas, hidrelétricas, exploração de minério e madeira são a causa de enorme pressão na biodiversidade da região. Os territórios Kayapó, que compreendem cerca de 11 milhões de hectares (duas vezes o estado da Paraíba), localizados no Sul do Pará e no Norte de Mato Grosso, estão no centro dessa devastação.

O Fundo Kayapó  tem por finalidade apoiar, por meio de doações, projetos de organizações indígenas que atuam nessa região com foco na conservação da biodiversidade, em proteção territorial, desenvolvimento de atividades produtivas sustentáveis e fortalecimento da representação política de lideranças.

Iniciado em 2011, o Fundo Kayapó tem contratados USD 13,1 milhões da Fundação Gordon and Betty Moore, via Fundo de Conservação Global (GCF, sigla em inglês) da Conservação Internacional, e do Fundo Amazônia, via BNDES. O Funbio, além de administrador dos  recursos, é responsável pela gestão de ativos do fundo e exerce a secretaria executiva das duas instâncias previstas na governança: a Comissão de Doadores e a Comissão Técnica.

Cinco projetos de três diferentes organizações indígenas já foram apoiados: Associação Floresta Protegida, Instituto Raoni e Instituto Kabu. Três novos tvieram início em 2017.

situação

Em Andamento

Ano início

2011

biomas

Amazônia

Ver mapa de atuação.
8

PROJETOS APOIADOS

6

TERRAS INDÍGENAS APOIADAS

11

MILHÕES DE HECTARES BENEFICIADOS

Parceiros

Nome da empresa

mapa de atuação

Territórios Indígenas onde acontece o Fundo Kayapó

expandir o mapa