Funbio

[:pt]Referência na viabilização dos recursos estratégicos e soluções para a conservação da biodiversidade.[:en]Benchmark in enabling strategic resources and solutions for the conservation of biodiversity.
Referência na viabilização dos recursos estratégicos e soluções para a conservação da biodiversidade.

Missão Aportar recursos estratégicos para a conservação da biodiversidade

O Fundo Brasileiro para a Biodiversidade, Funbio, é uma associação civil sem fins lucrativos, que iniciou sua operação em 1996. É um mecanismo financeiro inovador, criado para desenvolver estratégias que contribuam para a implementação da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) no Brasil. Ao longo dos seus 18 anos de operação, o Funbio atua como parceiro estratégico do setor privado, de diferentes órgãos públicos estaduais e federais e da sociedade civil organizada. Essas parcerias viabilizam os investimentos socioambientais das empresas e a redução e mitigação de seus impactos, bem como o cumprimento de suas obrigações legais. Na esfera pública, visam consolidar políticas de conservação e viabilizar programas de financiamento ambiental.

Em 19 anos de atuação foram:

  • US$ 526 milhões de dólares administrados*
  • 207 projetos apoiados
  • 291 Áreas Protegidas (incluindo todas as categorias de Unidades de Conservação), representando cerca de 39% da superfície protegida do Brasil.

 *Este valor é a soma de todos os contratos assinados pelo Funbio desde o início da sua operação, convertendo os contratos a dólares com a taxa da data do último dia do mês de assinatura dos contratos. Contratos assinados em dólares tiveram seus valores mantidos. 

O Funbio opera por meio de diferentes equipes, que desenvolvem ações coordenadas e transversais aos projetos que a instituição gerencia. A Gestão de Programas e Projetos operacionaliza o aporte de recursos às iniciativas no campo, por meio de editais e repasse do recurso para outras instituições. O Funbio também transforma os recursos financeiros em bens e serviços para a implementação de projetos, e para a consolidação de Unidades de Conservação nos biomas brasileiros. Atividades:

  • Operação de programas e fundos
  • Financiamento de projetos por meio de chamadas
  • Gestão financeira de projetos
  • Compras e logística
  • Sistemas para planejamento e gestão de projetos
  • Criação de fundos com finalidade socioambiental

Na área de Desenho, Implementação e Gestão de Mecanismos Financeiros o Funbio atua na construção e consolidação de mecanismos inovadores, que propiciem incremento de recursos, e desenvolve estudos de viabilidade e análise de territórios para a conservação de forma financeiramente sustentável. Atividades:

  • Mapeamento e análise de agendas, demandas, e atores para subsidiar intervenções territoriais
  • Análise do ambiente financeiro para projetos
  • Maximização do acesso a recursos existentes e desenvolvimento de novas fontes
  • Desenvolvimento de mecanismos financeiros
  • Estudos para a articulação de políticas, programas e projetos

Os programas dos quais o Funbio participa incluem esforços para manutenção de florestas essenciais para a redução dos efeitos das mudanças climáticas e de seus impactos na biodiversidade, atividades coordenadas pela área de Mudanças Climáticas. Atividades:

  • Desenvolvimento de iniciativas para projetos de REDD+
  • Desenvolvimento de mecanismos de repartição de benefícios para REDD+
  • Discussão de políticas públicas para mudanças climáticas
  • Capacitação e assistência técnica para iniciativas de REDD+

A Gestão de Redes faz a construção coletiva do conhecimento e o intercâmbio de experiências, contribuindo para o desenvolvimento de soluções inovadoras e para a difusão de melhores práticas no financiamento da conservação, assim como para a capacitação de outros fundos ambientais e redes. Atividades:

  • Secretaria executiva de redes internacionais
  • Capacitação para fundos ambientais – América Latina, Caribe e África
  • Sistematização de informações e bases de dados
  • Organização de debates e estudos
  • Publicações sobre melhores práticas em finanças da conservação