DIFERENÇAS NAS RESPOSTAS FUNCIONAIS DAS AVES EM ÁREAS DE FLORESTA ATLÂNTICA

Voltar

DIFERENÇAS NAS RESPOSTAS FUNCIONAIS DAS AVES EM ÁREAS DE FLORESTA ATLÂNTICA

Pesquisa Realizada por: Paulo Ricardo Siqueira

Ano: 2019

Linha: Conservação manejo e uso sustentável de fauna e flora

Bioma: Mata Atlântica

A redução da abundância e a extinção local de espécies, causada principalmente pela perda e fragmentação de habitats, podem fazer com que funções ecológicas desapareçam. As respostas das funções ecológicas das aves às alterações podem não ser congruentes, portanto, podem apresentar respostas distintas às mudanças na cobertura florestal.

A Floresta Atlântica devido ao seu alto nível de fragmentação é um interessante objeto de estudo para avaliar as respostas funcionais da biodiversidade, e mais especificamente das aves. O grupo aves tem se destacado como um bom indicador da qualidade do habitat, pois apresentam sensibilidade às alterações no habitat devido especialmente ao grande número de espécies residentes e territorialistas.

Assim, nós temos o objetivo de investigar os sinergismos de duas funções ecológicas das aves, predação de insetos e frugivoria. Para isso, serão utilizados modelos de lagartas de inseto e frutos artificiais, e também avaliar as mudanças na diversidade de funções ecológicas proporcionada pelas aves.

O estudo será realizado em áreas de Floresta Atlântica da serra do Espinhaço, no estado de Minas Gerais. Os resultados do estudo ajudarão a entender melhor a dinâmica das funções ecológicas. Dessa forma, será possível propor iniciativas mais eficazes para a conservação e restauração dos serviços ecossistêmicos. O apoio do Programa Bolsas FUNBIO – Conservando o Futuro é fundamental para a realização das idas a campo.

 

Currículo Lattes

Videos

Fotos

Biblioteca