Compras e contratações

26/01/2021 Aberta

O Funbio divulga resultado dos pedidos de esclarecimentos referentes ao Edital de Tomada de Preços Ampla Nacional Nº 001/2021 para aquisição, instalação, capacitação e manutenção de plataformas de coletas de dados hidrológicos e pluviométricos para o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA – BA

Região: Nordeste
Data Limite: 05/02/2021

Projeto: TCSA Porto Sul

Protocolos: 2021.0108.00011-6, 2021.0108.00016-7, 2020.1218.00017-0, 2020.1218.00018-9

Edital nº001.2021

Objeto: Aquisição, instalação, capacitação e manutenção de plataformas de coletas de dados hidrológicos e pluviométricos para o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA – BA.

Data e horário limite do acolhimento de propostas: 05/02/2021 às 18:00h

Pergunta 1: A ANA – Agência Nacional de Águas em seu último certame ampliou a variação do relógio de 30 s por mês para 60 s. Uma vez que o relógio do datalogger já é atualizado pela antena GPS regularmente. Perguntamos, visando ampliar a participação do certame, se o solicitante aceitará datalogges com erros máximos de 60 segundos por mês?

RESPOSTA: Sim

Pergunta 2: Diante da dificuldade, em virtude da pandemia, da aquisição dos sensores capacitivos cerâmicos. Perguntamos se o contratante aceitará sensores piezo resistivos, ou cerâmico capacitivos que atendam aos mesmos requisitos de incerteza, resolução e sejam capaz de serem lidos pelo datalogger ofertado.

RESPOSTA: Deverá seguir a especificação:

O sensor de nível d’água deverá ser do tipo capacitivo com elemento do tipo capacitor de cerâmica, para medição de pressão absoluta, com os seguintes requisitos mínimos:

a)            Sensor tipo capacitivo cerâmico configurado para operar no endereço “1”;

b)            Programável para frequência de leituras entre uma leitura por segundo e uma leitura por dia;

c)            Grau de proteção IP68;

d)            Material do corpo do sensor: aço inox ou equivalente;

e)            Faixa de medição: 0 a 20 metros de H2O;

f)              Faixa mínima de temperatura de operação: 0 °C a + 50 °C;

g)            O Sensor de nível deverá informar o valor da temperatura da água para posterior transmissão deste dado;

h)            O sensor de nível deverá possuir um diâmetro externo máximo de 40mm.

i)               Incerteza: ±0,1% do limite total, combinando não-linearidade, histerese e repetibilidade;

j)               Sinal de saída via interface de comunicação de dados padrão RS-485 (que utilize protocolo de transferência Modbus ou Modbus-Keller);

k)             Faixa de Alimentação: 10 a 16 Vcc;

l)               Compensação automática da influência de variações de temperatura que atenda, no mínimo, à seguinte faixa: 10 °C a + 45 °C;

m)          Compensação da influência das variações da pressão atmosférica feita através de instalação de barômetro junto à caixa de proteção;

n)            Conexão elétrica: cabo inteiriço, de Poliamida, Polipropileno, Poliuretano, Poliolefina ou nylon, resistente a UV, com 100 metros de comprimento, com o devido conector fêmea tipo militar metálico (tipo MS3106E14S, MS3106F14S ou MS3106R14S, completos e com os seus respectivos   rabichos instalados) para ligação entre o sensor de nível e a PCD, submergível, sem tubo ventilado;

o)            A junção entre o cabo e o sensor deve ser reforçada com “rabicho de borracha” com “capa termo retrátil” cobrindo o rabicho, visando uma maior resistência e durabilidade desta conexão;

p)            Fiação de cobre com área mínima de 0,25 mm2 para cada fio, protegido por folha de alumínio com fio de dreno e/ou malha densa de cobre (para aterramento, proteção contra interferência eletromagnética e aumento da resistência), com núcleo de aramida (kevlar), revestido com material de Poliamida, Polipropileno, Poliuretano, Poliolefina ou nylon, com proteção U.V. diâmetro externo mínimo de 5,8mm e 100 metros de comprimento.

q)            Todos os componentes (medidor, cabos, acessórios) devem ser totalmente protegidos contra umidade e à prova d`água.

r)              Deverá ser fornecido, juntamente com o sensor de pressão, um software compatível com o Sistema Operacional Windows 10, ou superior, capaz de:

  • Comunicar com o sensor de pressão e alterar o endereço RS485;
  • Verificar a versão do firmware e do número de série do sensor; e
  • Verificar o nível e a temperatura interna do sensor de pressão e permitir alterar unidade de medida e demais parâmetros de calibração;s)              É obrigatório o funcionamento do sensor de pressão com os dataloggers NetDL1000 da OTT, CR8000 da Campbelll e QML201C da Vaisala.

    t)              Deverão ser fornecidos os demais componentes e acessórios necessários para a correta instalação e funcionamento do equipamento em campo, incluindo certificado de calibração, em formato digital, para cada sensor de pressão.

    u)            O prazo de garantia de funcionamento e de suporte técnico para os bens adquiridos será de 1 (um) ano, a contar a partir da data de aceite do objeto.

    v)            Destaca-se que o suporte técnico a ser prestado deve considerar a troca do sensor ou qualquer acessório, em tempo adequado, caso estes apresentem defeito de hardware ou software, durante o período de garantia, considerando o uso desses bens em consonância com as orientações dos manuais de operação e de manutenção a serem fornecidos;

    w)           Todos os folders e manuais técnicos necessários à comprovação dos requisitos para o sensor de nível d’água do tipo transdutor de pressão deverão ser apresentados, de forma estruturada, junto com a proposta comercial.

    x)             Os Sensores de Pressão deverão ser entregues embalados separadamente. A embalagem principal deverá ser confeccionada, conforme NBR 5985, em papelão ondulado, com ondas tipo BC, em parede dupla, não inferior a 5mm de espessura. Não serão aceitos produtos entregues com embalagens de qualidade e resistência inferior à discriminada acima.

    y)             O diagrama de ligação do sensor de pressão no conector militar 4 vias deverá ser o seguinte:

 

RS-485 – 4 Pinos
A A
B (+)
C (-)
D B

Trata-se de especificações técnicas de natureza equivalente”, “ou similar” e “ou de melhor qualidade”, estabelecidos como parâmetro de qualidade para facilitar a descrição do objeto a ser licitado.

Pergunta 3: Com relação ao controlador de carga, entendemos que mesmo que o painel solar seja menor que 60 W a potência nominal dele deve ser, minimamente, de 60W, favor confirmar nosso entendimento.

RESPOSTA: Os painéis solares deverão possuir os seguintes quesitos mínimos descritos na especificação:

a) Painel solar em módulo único de, no mínimo, 30 watts;

b) O painel solar deverá ser fornecido com cabo em Poliamida, Polipropileno, Poliuretano, Poliolefina ou Nylon, com proteção de alta durabilidade contra raios ultravioleta, moldado ou similar, robusto.

c) Os cabos deverão ser entregues com conectores militares metálicos de 3 vias tipo fêmea instalados (Tipo “MS”, Classe “E”, “F” ou “R”, Referência MS3106E14S, MS3106F14S ou MS3106R14S), com rabichos de material termo retrátil, para ligação entre o Painel Solar e a PCD, e 3 (três) metros de comprimento;

d) Possuir proteção contra correntes de retorno com o uso de diodos de proteção ou sistema equivalente.