RECUPERAÇÃO DE FLORESTAS RIBEIRINHAS PANTANEIRAS: BENEFICIANDO ÁGUA, SOLO, PEIXES E POPULAÇÕES DO ENTORNO DA RPPN SESC PANTANAL

voltar

Descrição do projeto

Instituição Responsável: MULHERES EM AÇÃO NO PANTANAL – MUPAN

 

Projeto tem como objetivo geral estruturar um projeto piloto de Recuperação de Áreas Degradadas (RAD) para áreas úmidas com base no conceito de macrohabitats. A proposta será desenvolvida na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), visando difusão do modelo para replicação. Seus objetivos específicos incluem: Elaborar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas da RPPN Sesc Pantanal (Meta 1) a partir do conceito de macrohabitats; Implementar parte do Plano de Recuperação de Áreas Degradadas elaborado promovendo a restauração de no mínimo 23 hectares nas florestas ciliares do rio Cuiabá na RPPN Sesc Pantanal (Meta 2); Estruturar um espaço de

referência para promover e divulgar as ações de recuperação da floresta ciliar; e Divulgar e comunicar amplamente as ações, resultados e produtos do projeto a fim de engajar a sociedade geral na temática de RAD em áreas úmidas. Para alcançá-los a elaboração do plano de recuperação ocorrerá no primeiro semestre e as ações de implementação estarão concentradas principalmente no segundo semestre e contará com a coordenação da Mupan, o conhecimento e experiência do CPP/Inau na região e com a estrutura, conhecimentos e capilaridade do Sesc Pantanal em seu entorno.  O projeto será desenvolvido ao longo de 24 meses e ao final pretende-se, além de iniciar o processo de restauração de no mínimo 23 hectares de áreas degradadas nas florestas ciliares do rio Cuiabá, construir uma proposta de monitoramento adequada ao sistema e dar início a elaboração de um espaço de referência para a restauração do Pantanal.

Situação

Em Andamento

Bioma

Pantanal

mapa de atuação

Expandir o mapa