PRÁTICA SILVICULTURAL PARA PRODUÇÃO DE FRUTOS DA CASTANHEIRA

Voltar

PRÁTICA SILVICULTURAL PARA PRODUÇÃO DE FRUTOS DA CASTANHEIRA

Pesquisa Realizada por: Tássia Karina Alexandre de Medeiros

Ano: 2020

Linha: Conservação manejo e uso sustentável de fauna e flora

Bioma: Amazônia

A castanha-da-amazônia é um importante produto na economia extrativista, única castanha comercializada internacionalmente que é explorada por populações tradicionais em florestas naturais, sendo muitas vezes o principal meio de sobrevivência das famílias que habitam nas florestas da Amazônia. A castanha se destaca nas dimensões econômica, social e política dessa região.

Considerando a importância dos estudos, a fim de dar suporte à conservação da castanheira (Bertholletia excelsa Bonpl.) e, ao mesmo tempo melhorar a produção de frutos em castanhais nativos, na perspectiva de gerar renda para as famílias que dependem desse recurso; o presente trabalho visa caracterizar a prática de sangria da castanheira em diferentes comunidades extrativistas dos Estados do Acre e Rondônia e  avaliar o efeito e a melhor época para realizar a sangria da castanheira. Para isso serão avaliados dados de produção de frutos, época e tamanho do corte, com a intensão de recomendar uma prática silvicultural para aumento da produção de frutos em castanheiras de baixa produção.

Serão realizados dois estudos nessa pesquisa: o primeiro será para caracterizar a forma que os extrativistas realizam a sangria das castanheiras e o segundo será um experimento científico para avaliar o efeito da época e tamanho do corte de sangria na produção de frutos em castanheiras de baixa produção.

 

Currículo Lattes

Biografia:

Sou Tássia Karina A. de Medeiros, bióloga com mestrado em ecologia e conservação (UFERSA), doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia da Rede BIONORTE/RO. No mestrado trabalhei com o manejo sustentável da castanha a partir do conhecimento tradicional. Desde então, desenvolvo trabalhos na reserva extrativista do Rio Ouro Preto no município de Guajará-Mirim, apoiando como colaboradora nos projetos da unidade e adquirindo conhecimento com os extrativistas. Meu projeto de pesquisa visa caracterizar, por meio do conhecimento tradicional, a prática de sangria e testar esta prática em castanheiras de baixa produção para em seguida recomendar ou não tal prática, com o objetivo de aumentar a renda de famílias de castanheiros.

Fotos