RAINFOREST STANDARD

voltar

O que é

O principal objetivo do AFCP é assegurar as condições adequadas para o desenvolvimento de projetos de preservação da Amazônia que gerem créditos de carbono por desmatamento evitado. Estes créditos devem ser verificáveis e serão baseados no conceito de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação – REDD+. Cinco fundos ambientais da Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador e Peru junto com o Center for Environment, Economy, and Society (CEES), da Columbia University, são parceiros nessa iniciativa, que pretende, através do mercado de carbono, trazer benefícios sociais e econômicos para as comunidades tradicionais da floresta, além de colaborar na preservação da biodiversidade.

Durante a conferência Rio+20, realizada em junho de 2012, no Rio de Janeiro, foi realizado o lançamento oficial do Rainforest Standard (RFS), um standard para REDD+ que une benefícios sociais, econômicos e ambientais. O evento foi liderado pela RedLAC, Rede de Fundos Ambientais da América Latina e Caribe, e em parceria com o CEES.

O Rainforest Standard é o único conjunto de normas criado especificamente para REDD+. Ele define protocolos para cálculo de carbono (MVR), adicionalidade e linha de base; permanência e fuga; consentimento prévio informado; resolução de conflito; criação de mecanismos financeiros; monitoramento da biodiversidade e outras características socioambientais. Baixe aqui o Sumário Executivo (em português) ou o documento completo

situação

Concluído

Ano início

2012

biomas

Amazônia