BOLSAS FUNBIO – CONSERVANDO O FUTURO 2021

voltar

Sobre o Programa

 

O Programa Bolsas FUNBIO anuncia os selecionados da chamada 2021, que recebeu 348 propostas, das quais 37 foram selecionadas, somando um total de R$ 1,14 milhão em apoio.

Nesta quarta chamada, tivemos inscrições de 23 estados + DF, com participantes de 61 instituições diferentes e com pesquisas sobre os sete biomas brasileiros: Caatinga, Cerrado, Pantanal, Amazônia, Marinho Costeiro, Mata Atlântica, Pampa.

Contamos com mais de 250 doutores de todo o país para o processo de seleção, dos mais diversos campos e especialidades, que dedicaram seu tempo a fazer as avaliações que permitiram chegar ao resultado final.

Nas próximas semanas a equipe do Bolsas FUNBIO estará em contato por e-mail com os pesquisadores contemplados para mais detalhes.

O FUNBIO agradece a todos os proponentes e avaliadores.

Confira a publicação do resultado.

16 de dezembro de 2021

 

Nome Título da Pesquisa Tipo da Bolsa Instituição Bioma
Aldair dos Santos Gomes Conviver e Conservar: Levantamento Florístico, Fitossociológico e Valoração de Bens e Serviços Ecossistêmicos de Um Fragmento de Mata Ciliar do Semiárido Paraibano Doutorado Universidade Federal de Campina Grande Caatinga
Alexandre Deschamps Schmidt Buscando alternativas para a restauração ecológica de campos de altitude degradados pela ação de javalis (Sus scrofa Linnaeus, 1758) Doutorado Universidade Federal de Santa Catarina Mata Atlântica
Ana Carolina Coelho Prestes Efeitos da Técnica de Floculação-Sedimentação para Mitigação de Florações de Cianobactérias sobre organismos zoobentônicos em ecossistemas tropicais. Doutorado Universidade do Estado do Rio de Janeiro Mata Atlântica
Ana Luísa Fares RESPOSTA FUNCIONAL DE MACRÓFITAS AQUÁTICAS ÀS CONDIÇÕES DE ESTRESSE HÍDRICO CAUSADO POR MUDANÇAS CLIMÁTICAS: EVIDÊNCIAS SOBRE VARIABILIDADE INTRAESPECÍFICA E TRADE-OFFS Doutorado Universidade Federal do Pará Amazônia
André Beal Galina Ecologia e monitoramento pós-soltura de aves de rapina em área de Mata Atlântica, Sergipe. Doutorado Fundação Universidade Federal de Sergipe Mata Atlântica
Beatriz de Oliveira Tristão Mudanças climáticas e suas influências sobre serviços ecossitêmicos amazônicos Mestrado Universidade Estadual de Campinas Amazônia
Camila Fernanda Moser Microbioma dos anfíbios do Cerrado: O efeito da agricultura na comunidade de microrganismos simbióticos que influenciam as interações hospedeiro-patógeno Doutorado Universidade Federal do Pará Cerrado
Carolina Reis de Brito Termotolerância da fotossíntese para conservação de plantas lenhosas tropicais num cenário de mudanças climáticas Doutorado Universidade Estadual de Santa Cruz Mata Atlântica
Diego Luiz Fonseca Interceptação e Coleta de Lixo Flutuante no Contexto de Soluções Baseadas na Natureza: Estudo de Caso da Enseada de Bom Jesus/Rio de Janeiro-RJ Doutorado Universidade Federal do Rio de Janeiro Marinho Costeiro
Diego Pedroza Guimarães ADAPTAÇÕES DAS AVES DE SUB-BOSQUE EM RESPOSTA AO PULSO DE INUNDAÇÃO EM FLORESTAS ALAGÁVEIS DA AMAZÔNIA Doutorado Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Amazônia
Hayla Paixão Vieira Viveiros Fertilização e desenvolvimento de corais a partir de sêmen congelado: Possível estratégia para conservação da espécie endêmica Mussismilia harttii. Mestrado Universidade Federal do Rio Grande do Sul Marinho Costeiro
Helinara Lais Vieira Capucho PROCEDÊNCIA DE Manilkara huberi (Ducke) Standl. PARA PREVENÇÃO AO DESMATAMENTO ILEGAL Doutorado Universidade Federal do Amazonas Amazônia
Ilana Aparecida Araújo Dos Santos Serviços ecossistêmicos e aspectos sociecológicos associados ao manejo comunitário  da piaçava-da-Bahia (Attalea funifera Martius)  na Floresta Atlântica Doutorado Universidade Estadual de Santa Cruz Mata Atlântica
Isadora Schulze de Albuquerque Efeitos das mudanças climáticas em pistas visuais florais Doutorado Universidade Federal de Pernambuco Caatinga
Jéssica Persi Boelter ECOLOGIA E DINÂMICA POPULACIONAL DA GAROUPA-VERDADEIRA (Epinephelus marginatus) NO ESTADO DE SANTA CATARINA. Mestrado Universidade Federal de Santa Catarina Marinho Costeiro
José Vagner Rebouças Filho O papel de plantas exóticas em sistemas socioecológicos da Caatinga Doutorado Universidade Federal de Pernambuco Caatinga
José Victor Alves Ferreira Efeitos da modificação do habitat em escala local e de paisagem sobre a diversidade de abelhas e vespas sociais em paisagens agrícolas no sul da Bahia Doutorado Universidade Estadual de Santa Cruz Mata Atlântica
Julia Caon Araujo MAPEAMENTO DE RECIFES DE CORAIS NA APA COSTA DOS CORAIS: INTEGRANDO SENSORIAMENTO REMOTO E DADOS ECOLÓGICOS PARA CONSTRUÇÃO DO PRIMEIRO ATLAS RECIFAL DO BRASIL Doutorado Universidade Federal do Rio de Janeiro Marinho Costeiro
Juliana Paulo da Silva PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO E ENDEMISMO DE TRICHOGENES CLAVIGER (SILURIFORMES, TRICHOMYCTERIDAE, TRICHOGENINAE), ESPÉCIE CRITICAMENTE AMEAÇADA DO ESPÍRITO SANTO, BRASIL Mestrado Universidade Federal do Espírito Santo Mata Atlântica
Larissa Moreira Silva AQUALAND: Biodiversidade, isótopos estáveis e ácidos graxos para quantificar a conectividade trófica Doutorado Universidade Federal de Minas Gerais Mata Atlântica
Letícia Koutchin dos Reis IMPLEMENTAÇÃO DE DIFERENTES TÉCNICAS DE RESTAURAÇÃO SOCIOECOLÓGICA EM TERRAS INDIGENAS NO PANTANAL E SEU ENTORNO Doutorado Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Pantanal
Lis Santos Marques CRIOBIOLOGIA NO ESTUDO DE ABELHAS NATIVAS: PRESERVANDO OS POLINIZADORES HOJE PARA CONSERVAR A BIODIVERSIDADE DE AMANHÃ Doutorado Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pampa
Lucas Cabrera Monteiro Bioacumulação de mercúrio na cadeia trófica aquática e terrestre de uma planície de inundação neotropical Mestrado Universidade de Brasília Cerrado
Marivane Celmer Slodkowski Influência das associações ectomicorrízicas no estabelecimento da Guapira opposita (Vell.) Reitz (Nyctaginaceae Juss.) em áreas de restinga no sul do Brasil Doutorado Universidade Federal de Santa Catarina Mata Atlântica
Patrícia da Rosa Conservação do pau-brasil (Paubrasilia echinata): uma avaliação integrando dados morfológicos, genéticos e de história biogeográfica Doutorado Escola Nacional de Botânica Tropical – Jardim Botânico do Rio de Janeiro Mata Atlântica
Patrícia Falcão Bueno Entre peixes e baleias: resiliência e relações etnoecológicas dos pescadores de pequena e média escala dentro da APA da Baleia Franca Doutorado Universidade Estadual de Santa Cruz Marinho Costeiro
Rafael Gomes Barbosa da Silva Evolução e biogeografia da flora dos tepuis da Amazônia e efeito potencial das mudanças climáticas sobre as florestas de Bonnetia Doutorado MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI Amazônia
Raíssa do Nascimento Rainha Vulnerabilidade funcional e genômica às mudanças climáticas: uma abordagem espaço-temporal para a conservação da herpetofauna amazônica Doutorado Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Amazônia
Rayssa Gomes Vasconcelos Estimativa da variabilidade genética e avaliação do sistema reprodutivo de Copaifera multijuga Hayne em populações naturais na Amazônia Ocidental. Doutorado Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Amazônia
Rhayane Alves de Assis Análise ecotoxicológica de anuros em plantações de cana-de-açúcar Doutorado Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Cerrado
Roberta de Almeida Caetano Interações entre o uso de recursos florestais madeireiros e alimentícios e suas implicações para a conservação biocultural Doutorado Universidade Federal de Alagoas Mata Atlântica
Sávia Moreira da Silva HIBRIDIZAÇÃO EM PEIXES-BOI (Trichechus spp) NA AMAZÔNIA Doutorado Universidade Federal do Pará Amazônia
Silvana Silva dos Santos Caracterização dos Bosques de Mangue e Estrutura da População do Caranguejo – uçá, Ucides cordatus (Brachyura, Ucididae), na APA Planície Costeira do Guaibim, Valença, Bahia Mestrado Universidade Federal Fluminense Marinho Costeiro
Tânia Andrade de Queiroz EFEITO SINÉRGICO DAS QUEIMADAS E DA MUDANÇA CLIMÁTICA ANTROPOGÊNICAS SOBRE A DINÂMICA POPULACIONAL DE Copeoglossum nigropunctatum (SQUAMATA) EM ÁREAS DE CERRADO SENSU STRICTO E MATA DE GALERIA. Mestrado Universidade de Brasília Cerrado
Victor Hugo Duarte da Silva Disponibilidade espaço-temporal de recursos florais para polinizadores em espaços verdes urbanos – subsídios para a conservação de serviços ecossistêmicos Doutorado Universidade Federal de Minas Gerais Mata Atlântica
Vinícius Freitas Klain Influência da estrutura da paisagem na transmissão cruzada de parasitos entre bugios, humanos e animais domésticos Doutorado Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Pampa
Viviane Caetano Firmino Efeito das mudanças climáticas e microplásticos sob fragmentadores de riachos Amazônicos e decomposição microbiana de detritos foliares Doutorado Universidade Federal do Pará Amazônia

 

O Programa Bolsas FUNBIO – Conservando o Futuro é uma iniciativa criada para apoiar pesquisas de campo de estudantes de mestrado e doutorado que fazem parte de quatro eixos temáticos: Conservação, manejo e uso sustentável de fauna e flora; Gestão territorial para a proteção da biodiversidade; Mudanças climáticas e conservação da biodiversidade; Recuperação de paisagens e áreas degradadas. Em 2021, o programa conta com o apoio da Eurofins Foundation.

Desde sua primeira edição, em 2018, conta com o apoio do Instituto Humanize. O programa atualmente apoia 97 cientistas de mais de 35 instituições de ensino em todos os biomas brasileiros. Mais de 60% dos estudos têm mulheres à frente. Entre os resultados proporcionados pelo apoio estão a descoberta de novos grupos de animais que estão em perigo de extinção, o registro de novas espécies e a geração de dados antes desconhecidos sobre aquecimento global e corais no estado do Rio de Janeiro.

A cada ano, a chamada é lançada em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente e aniversário do FUNBIO.

 

“Em dois anos, o Programa Bolsas FUNBIO – Conservando o Futuro apoiou 60 projetos em todas as regiões do país. Fomentar pesquisas de campo é assegurar uma parte fundamental do conhecimento ligado à conservação da biodiversidade. Nesse período, entre outros resultados, houve descobertas e novos dados sobre espécies em extinção e foram feitos experimentos relacionados à bioeconomia. São dados que contribuirão de modo prático para a resolução dos muitos desafios enfrentados pela conservação ambiental no país.”

Rosa Lemos de Sá, Secretária-Geral do FUNBIO

 

“Nós acreditamos no potencial transformador do conhecimento e na importância do seu papel na construção de um mundo melhor. Os excelentes resultados do programa de Bolsas do FUNBIO nos deixa extremamente motivados a seguir apoiando a iniciativa de fomento à pesquisa — inclusive em questões relacionadas à Amazônia, onde a geração de conhecimento é tão necessária e urgente, e na formação de profissionais comprometidos com a temática socioambiental.”

Georgia Pessoa, Diretora-Executiva do Instituto Humanize

 

Situação

Em Andamento

Bioma

Marinho Costeiro, Pampa, Amazônia, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica, Caatinga

37

bolsistas apoiados

26

mulheres

11

homens

30

doutorandos

7

mestrandos

23

instituições

16

estados + DF

Parceiros

Nome da empresa