RESTAURAÇÃO PARTICIPATIVA NO PARNA DA CHAPADA DIAMANTINA

voltar

O QUE É

Foto: Marizilda Cruppe/FUNBIO

Instituição Responsável: ProScience

 

O objetivo do projeto é restaurar ecologicamente áreas degradadas no interior e no entorno do Parque Nacional da Chapada Diamantina em um processo de construção coletiva e de troca de conhecimentos com comunidades e instituições locais.

Para isso, foram divididas 3 zonas de execução do projeto considerando suas peculiaridades e geografia: Mata Atlântica Sudoeste, abrangendo Capão do Correia, Caraíbas, Fazenda Ibicoara e Campo Alegre; Assentamentos de Itaetê, abrangendo o Assentamento Baixão; e Gerais do Parque, abrangendo os Gerais do Vieira e os Gerais do Morrão, dentro do Parque Nacional.

Ao todo, serão restaurados 75 (setenta e cinco) hectares distribuídos nas localidades abrangidas, num prazo de 30 meses. As diversas técnicas que podem ser aplicadas na restauração (Sistemas Agroflorestais – SAFs, condução da regeneração natural, cercas vivas, abraço verde em fragmentos florestais) serão decididas de forma participativa durante a construção coletiva dos planos de ação do projeto, implantando-as posteriormente unidades amostrais para avaliação das metodologias.

Durante a execução deste projeto, serão realizadas capacitações e orientações técnicas para os beneficiários em boas práticas agroflorestais, e todo o projeto, com suas ações e resultados, será divulgado para públicos diversos.

Situação

Em Andamento

Bioma

Caatinga

mapa de atuação

Expandir o mapa