CONSERVAÇÃO DO MICO-LEÃO-DOURADO

voltar

O que é

Com até 50 centímetros e densa pelagem dourado-alaranjada, o mico-leão-dourado é uma espécie única da Mata Atlântica do Rio de Janeiro. Assim como a floresta, a população do Leontopithecus rosalia encontra-se hoje fragmentada. Isso ocorre, principalmente, devido a expansão de pastagens, obras de infraestrutura e atividade agrícola ao longo da bacia do Rio São João. A (re)conexão entre os grupos de mico-leão-dourado, que vivem em ilhas de vegetação e reúnem até 11 indivíduos, é fundamental. Essas ações são necessárias a afim de assegurar o futuro da espécie, já que se encontra ameaçada de extinção.

Essa iniciativa recebe o nome de “Parceria: Restauração Florestal para a Conservação do Mico-Leão-Dourado”. O projeto será executado pela Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD) com recursos doados pela ExxonMobil, com a finalidade de plantar 20 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica em Silva Jardim. Desta forma, o projeto contribui para a sobrevivência da espécie. A área restaurada corresponde à de 14 campos de futebol.

Hoje, estima-se que a população de mico-leão-dourado na natureza seja formada 2.500 animais. Como resultado, o trabalho beneficiará também diretamente moradores do entorno que trabalham em viveiros de mudas. E, indiretamente, a população dos municípios da região, que em virtude do contínuo trabalho de restauração florestal promovido pela AMLD, contará com uma melhoria dos serviços ecossistêmicos.

 

ODS

Situação

Em Andamento

Bioma

Mata Atlântica

Ver mapa de atuação
20 mil

mudas de espécies nativas

Parceiros

Nome da empresa

mapa de atuação

Expandir o mapa