Projeto Guanamangue

voltar

O que é

O Projeto Avaliação e Fortalecimento comunitário em manguezais de três unidades de conservação na Baía de Guanabara (RJ): resiliência, conservação e adaptação a mudanças ambientais objetiva aumentar o conhecimento e a gestão ambiental em relação aos manguezais de três unidades de conservação da Baía de Guanabara e as populações tradicionais a eles ligados, desenvolvendo para isso, estudos e estratégias de fortalecimentos das Unidades de Conservação: APA de Guapimirim (APA), Estação Ecológica (ESEC) da Guanabara e o Parque Natural Municipal Barão de Mauá (PNMBM).

A perspectiva é avaliar o potencial de captura e mitigação dos Gases de Efeito Estufa e os impactos das mudanças climáticas no ecossistema de manguezais. Além disso, por meio do desenvolvimento de pesquisas específicas, pretende-se contribuir na geração de marcos referenciais para avaliação futura dos impactos do clima no bioma.

Estão previstas atividades de Educação Ambiental e de Turismo de Base Comunitária para as comunidades tradicionais, classificadas como grupo de risco climático. Tais atividades tem por objetivo contribuir para o fortalecimento dessas comunidades, um importante atributo para construir bases sustentáveis de subsistência.

Este Projeto conta com a parceria do ICMBio, Universidade Federal do Sul da Bahia, Universidade Federal Fluminense, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Caminhos da Mata Atlântica, Instituto OndAzul, representantes das comunidades tradicionais pesqueira e caranguejeira, e muitos outros

As principais partes interessadas são os pescadores artesanais, pescadores amadores (recreativos), guias de pesca, moradores que prestam serviços relacionados ao turismo de base comunitária, fornecedores de isca viva, gestores das unidades de conservação (APA de Guapimirim, ESEC Guanabara e Parque Natural Municipal Barão de Mauá – PNMBM).

Situação

Em Andamento

Ano início

2021

Bioma

Marinho Costeiro

mapa de atuação

Expandir o mapa