CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE ALIADA À PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA NO BIOMA PAMPA

voltar

O que é

Foto: SAVE Brasil

Instituição responsável: Associação para a Conservação das Aves do Brasil – SAVE Brasil

A pecuária em campos nativos sulinos tem alto potencial produtivo e permite combinar a produção de alimento à conservação. Contudo, esse potencial vem sendo pouco explorado pela ausência de manejo adequado, falta de incentivos e financiamento. O resultado é a baixa produtividade e a substituição da atividade por monocultura de grãos e silvicultura de espécies exóticas. Tais práticas impactam severamente o Pampa. No bioma, que corresponde a 2,07% do território nacional (segundo dados do Ministério do Meio Ambiente) encontram-se cerca de três mil espécies vegetais e 500 de aves. No Brasil, resta apenas 35% da área original do Pampa, área de 17,6 mil km2.

Para fazer frente ao desafio, o projeto Conservação da biodiversidade aliada à produção agropecuária no bioma Pampa proporcionará assistência técnica e financeira para produtores em seis município do Rio Grande do Sul. A área total é  de 27 mil km2, em que vivem 326 mil pessoas e que concentra  2,1 milhões de bovinos.  Nela, há 147 fazendas inicialmente elegíveis. O resultado deverá ser o aumento da produtividade em campos nativos, e um produto final com maior valor agregado. Isso incentivará e alavancará uma positiva e contínua transformação na região.

Entre as melhores práticas que serão promovidas estão o planejamento forrageiro, o melhoramento/conservação dos campos nativos e o ajuste da carga animal. Também, a recuperação de áreas degradadas em que há presença de gramíneas exóticas.

As melhores práticas terão como um dos indicadores o monitoramento qualitativo e quantitativo da avifauna. Isso permite avaliar o estado de conservação dos campos nativos: a presença delas indica a conservação do bioma.

A iniciativa tem entre os parceiros a Alianza del Pastizal, criada em 2006. Ela tem o objetivo de integrar a produção rural com a conservação da biodiversidade nos campos nativos do Sul da América do Sul. Também, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que fornecerá crédito aos produtores, o Sindicato Rural de Lavras do Sul, a Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande do Sul e a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação – SEAPI.

Situação

Em Andamento

Ano início

2018

Bioma

Pampa