RRF AMAZÔNIA

voltar

O projeto Estratégia Articulada para Enfrentar Emergências Etnoambientais na Amazônia Brasileira – Rapid RESCUE Amazônia Brasileira tem como objetivo principal atuar em comunidades da região amazônica que tiveram suas vulnerabilidades aumentadas durante a pandemia de covid-19. Tem como foco populações locais – comunidades tradicionais, ribeirinhas, agricultores familiares e povos indígenas afetadas pelo desmatamento, invasões, insegurança alimentar, entre outros.  

As atividades do projeto consideram as especificidades geográficas e a diversidade sociocultural de cada comunidade beneficiada. São quatro as áreas focais:  

Território Yanomami: (1) Construção de soluções para segurança alimentar e desnutrição infantil no território e em comunidades indígenas do Alto e Médio Rio Negro; (2) Produção de análises e informações detalhadas sobre a mineração ilegal na Território Indígena Yanomami. 

Corredor de Unidades de Conservação do Xingu: (1) Fortalecimento da estratégia de comunicação da Rede Xingu +,  articulação da sociedade civil que trabalha com o processo de organização social de indígenas e ribeirinhos, para promoção da saúde, proteção territorial e defesa de direitos; (2) Fortalecimento da articulação entre as organizações indígenas e ribeirinhas do Corredor do Xingu, visando à defesa de territórios e direitos e a promoção do bem-estar dos povos do Xingu; (3) Promoção de ações de monitoramento, prevenção e mitigação dos impactos dos incêndios florestais na Território Indígena do Xingu (TIX); (4) Apoio emergencial às comunidades da Território Indígena do Xingu (TIX) durante a pandemia de covid-19. 

Região Ocidental do Pará: (1) Ampliação e consolidação das ações de coleta de sementes florestais e restauração florestal, prestando assistência técnica e material aos territórios indígenas e comunidades tradicionais; (2) Expansão e estruturação da atividade de manejo de abelhas nativas; (3) Treinamento e assessoramento de dirigentes, gerentes e associados de cooperativas e associações; (4) Investimentos no Ecocentro da Economia da Floresta, uma plataforma de oportunidades socioeconômicas voltadas ao manejo sustentável da floresta, para beneficiamento, armazenamento e comercialização dos serviços produtivos; (5) Fortalecimento de iniciativas de turismo de base comunitária. 

Região do Portal da Amazônia – MT: (1) Diversificação de 150 hectares de produção orgânica e agroflorestal; (2) Diversificação dos canais de venda; (3) Mentoria e monitoramento da gestão de 10 projetos comunitários. 

O projeto conta com financiamento do Re:wild, organização internacional de apoio à proteção e restauração da biodiversidade, com recursos da União Europeia. A gestão operacional é feita pelo FUNBIO, e as ações serão desenvolvidas e conduzidas pelos parceiros do projeto: Instituto Centro de Vida (ICV) e Projeto Saúde e Alegria (PSA). A duração prevista é de 18 meses, com atuação nos estados do Amazonas, Mato Grosso e Pará. 

PARCEIROS

Situação

Em Andamento

Bioma

Amazônia

'