Do Baru ao Caroá

voltar

Sobre o subprojeto

Instituição Responsáveis: Instituto Sociedade, População e Natureza – ISPN

O projeto foi executado em diversas regiões dos biomas Cerrado e Caatinga, mais precisamente em locais de comunidades rurais com organizações de base comunitárias (populações que vivem em contato cotidiano com os biomas). O objetivo central da iniciativa foi promover a conservação do Cerrado e da Caatinga e a melhoria da qualidade de vida das comunidades locais por meio do uso sustentável e comercialização dos produtos da sociobiodiversidade.

Foi realizada a ampliação da oferta de informações qualificadas sobre os biomas Cerrado e Caatinga, seus povos, espécies e produtos por meio principalmente do lançamento do site Cerratinga e do Catálogo de Produtos da Sociobiodiversidade Nordestina. Aconteceu um aumento da capacidade de negociação por parte das entidades componentes da Bodega da Caatinga por meio de assessoria comercial. Foi feita uma melhor instrumentalização de agricultores familiares a respeito do acesso a políticas públicas de comercialização (mercados institucionais). Foi realizada a oficina “Normas sanitárias para alimentos de produção artesanal, familiar e comunitária” em Brasília, desdobrando-se em uma série de iniciativas de diálogos intersetoriais para a adequação das exigências sanitárias para os pequenos empreendimentos. Foi feita uma capacitação de cinco comunidades por meio da metodologia de assessoria entre comunidades. Foram feitas duas novas cartilhas da série “Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável”, disponibilizando informações sobre a Fava d’Anta e Gueroba.

Situação

Concluído

Ano início

2011

Bioma

Cerrado, Caatinga