CONSERVAÇÃO DA TONINHA NA ÁREA DE MANEJO II

voltar

O que é

Foto: Maristela Colucci

 

Estudos realizados em 2008/9 apontam para uma expressiva redução no número de toninhas na Área de Manejo II (FMAII), que abrange os estados de SP, PR e SC. Estima-se que do número de indivíduos na área, que era de 6.200 no início dos anos 2000, mais de 1.100 teriam morrido em decorrência da pescaria de emalhe.

Mesmo após a publicação da Instrução Normativa Interministerial (lNI) 12/2012, em 2010, que visa a padronizar e ordenar a pesca de rede de emalhe no sul e sudeste do Brasil, a mortalidade desses animais não foi reduzida.

O Projeto Conservação da Toninha na Área de Manejo II, que tem à frente a Associação MarBrasil, visa a articulação entre atores sociais, de pesquisa e gestores quanto a busca de oportunidades de diálogo e gestão integrada para a conservação da espécie. Para tanto, é proposto:

– Realizar estimativas de deriva de carcaças e de taxas de encalhe de toninhas na FMA II;
– Caracterizar a atividade pesqueira da FMA II e avaliar a percepção dos setores pesqueiros quanto à problemática da pesca e à captura de espécies ameaçadas, com enfoque na captura da toninha;
– Avaliar a percepção dos pescadores quanto às restrições, efetividade e cumprimento da INI MPA/MMA nº 12/2012;
– Avaliar a magnitude da mortalidade de toninhas em frotas representativas da FMA II;
– Avaliar a distribuição e a abundância de toninhas na FMA II, assim como identificar presença de embarcações e redes de emalhe por meio de sobrevoos;
– Integrar informações e dados de pesca, sobrevoo, encalhes para identificar áreas, períodos e pescarias de maior risco de capturas acidentais/mortalidade de toninhas na FMA II;
– Elaborar propostas de ordenamento pesqueiro voltadas à redução das capturas acidentais de espécies ameaçadas, com enfoque na toninha;

Situação

Em Andamento

Bioma

Marinho Costeiro

mapa de atuação

Local onde acontece o Subprojeto Conservação da Toninha na Área de Manejo II

Expandir o mapa